MENU

Largo das Araucárias

Um terreno no coração do bairro de Pinheiros com 600 m² cercado pela Rua Butantã, Pais Leme e Padre Carvalho, atrás da igreja. Coberto por tapumes, pichações, muito lixo dentro e fora, e ocupado por um pequeno grupo que trocou o cadeado do portão. A comunidade do entorno tinha certeza que o terreno era privado. Assim era o espaço do futuro Largo das Araucárias.

Após terminar o plantio da floresta de bolso “Bosque da Batata” logo ao lado, ficamos intrigado com o terreno abandonado e descobrimos na Subprefeitura que se tratava de área pública. Com o apoio deles foi dada autorização, os ocupantes transferidos e o lixo removido. Conseguimos recursos privados e começou o restauro do local para uma nova praça naquele local inóspito. Antes de se transformar em depósito de lixo, o local era as ruínas de um posto de gasolina, e estava descontaminado segundo consulta aos orgãos competentes.

Com uma empresa especializada, foi quebrado toda a laje do posto e removidos os tanques de combustível. Em seguida, retirou-se 20 caminhões de solo entulhado, até descobrir a terra preta e fértil das antigas margens do Rio Pinheiros. Os antigos pilares de sustentação do posto foram deixados como testemunho da cidade do século passado.

O projeto buscou resgatar a araucária, espécie ameaçada de extinção que batizou o bairro, um trecho de cerrado nativo “São Paulo dos Campos de Piratininga” e as partes construídas inspiradas no antigo retorno dos bondes, que até os anos 1960 passavam por ali sobre o piso de paralelepípedos. Também foi planejado um “Jardim de Chuva” com capacidade de 80 m³ para coletar a água da chuva da pista de asfalto e encaminha-la ao terreno da praça para ser absorvida ao lençol freático. Em 16 de dezembro um mutirão de 200 voluntários plantou na praça 60 araucárias e muitas outras árvores da Mata Atlântica original como pitangueiras, sete capotes e jerivás. Foram instalados dois bancos de alta qualidade.

Hoje, o Largo das Araucárias, junto ao Bosque da Batata, são dois marcos de áreas verdes sustentáveis e vanguardistas na metrópole paulistana.

Parceiros:

Novas Árvores Por Aí – Nik Sabey

Set Investimentos

Arquiteto Sérgio Reis

Fluxus Design Ecológico – Guilherme Castagna

Anjos da Mata Atlântica – Hamilton Cezar

Equipe de voluntários de plantio

Veja as fotos desde o começo –