MENU

Rio Pinheiros – 26 km nas duas margens com paisagismo de Mata Atlântica

Projeto de paisagismo com a restauração da vegetação nativa original das margens do Rio Pinheiros, o Pomar & Marginal Verde, patrocinado pelo Grupo Votorantim e Telefônica Vivo, tem como objetivo recuperar 26 km de margens com elementos da mata ciliar original. Serão utilizadas apenas mudas nativas da Mata Atlântica da cidade. Com isso  a identidade do Rio será recuperada com linguagem paisagística, totalizando mais de 5 mil árvores de espécies nativas regionais e outros milhares de arbustos e forrações. A vegetação escolhida terá uma forte conexão com a história e cultura da cidade de São Paulo. O antigo nome do Rio Pinheiros é Rio Jurubatuba ou “Rio das Palmeira Jerivás” na língua indígena, por causa da antiga abundância de palmeiras em suas margens, que alimentava pássaros como esquilos, tucanos de bico verde e papagaios

A proposta deixará um legado de séculos para a cidade de São Paulo, pois devolverá a margem nativa do Rio Pinheiros. É o começo de sua restauração e resgate para os paulistanos. Muitas das espécies que serão plantadas vivem mais de 200 anos e poderão ser apreciadas pelas futuras gerações. A vegetação também contribuirá para o equilíbrio do Rio Pinheiros quando ele for limpo, pois será responsável pela diminuição da temperatura da água, filtragem da agua, alimentação de peixes e contenção de erosão. Outro aspecto importante é a formação de um grande corredor verde que permitirá o transito da fauna nativa – algo inovador -conectando grandes áreas verdes da região como: Parque Vila Lobos, Parque Alfredo Volpi, Parque Burle Marx, Jóquei Clube e Cidade Universitária. A fauna nativa contribui para o combate a pragas urbanas como baratas, cupins, mosquitos e pernilongos, além de ser naturalmente responsável por espalhar mais sementes nativas por este corredor.